NOTÍCIASFAZER DOS DIREITOS HUMANOS UMA REALIDADE GLOBAL

HONRANDO A DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS

Para o lançamento do 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, eventos e caminhadas foram realizados em todo o planeta, incluindo essa caminhada na Dinamarca.

Mais de 170 eventos ocorreram em 40 países para o lançamento do 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Em 10 de dezembro de 1948, a Assembleia Geral das Nações Unidas adotou a Declaração Universal dos Direitos Humanos. O evento histórico foi realizado na terceira sessão da Assembleia Geral no Palais de Chaillot em Paris, França.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos é a base sobre a qual as campanhas da Unidos Pelos Direitos Humanos e da Jovens pelos Direitos Humanos são erguidas. Ela afirma os 30 direitos inalienáveis de todos os seres humanos — a maioria dos quais são conhecidos por muito poucas pessoas.

A Unidos pelos Direitos Humanos, portanto, lançou o 70º Aniversário no dia 10 de dezembro de 2017, com 176 eventos em 40 países, em 104 cidades. Esses se estenderam por todo o mundo, da Austrália à Índia e ao Iraque, e de Camarões e Gana, à Dinamarca, França e Grécia; depois, do Canadá e dos EUA, até o Haiti, México e Peru e de volta ao Pacífico até a Nova Zelândia, com muitos outros países envolvidos.

Em Camarões, a equipe da Unidos pelos Direitos Humanos foi convidada pela Comissão Nacional de Direitos Humanos e Liberdade para seu evento de lançamento, uma exposição de dois dias sobre direitos humanos. A equipe realizou seminários sobre direitos humanos para 2.000 alunos em quatro escolas. No sudeste do Quênia, a equipe de direitos humanos realizou seminários no centro infantil Pandipieri KUAP e no lar para crianças Mama Ngina. No Marrocos, o monumento histórico Bab al Gharbi na cidade de Oujda foi o local do evento, onde os cidadãos assinaram uma petição para tornar obrigatória a educação sobre direitos humanos.

Em Sydney, um programa de rádio foi ao ar na estação de rádio indígena Sydney Koori, esclarecendo os ouvintes sobre seus direitos. No extremo norte do verão australiano, na neve do inverno do Canadá, voluntários da Unidos pelos Direitos Humanos Toronto, realizaram um evento no Ontario Science Centre. Eles também participaram da celebração da Cerimônia de Cidadania da Polícia Regional de York e do Dia dos Direitos Humanos a convite do superintendente da polícia.

Do Sul a Washington, DC, a Jovens pelos Direitos Humanos foi um dos patrocinadores do evento do Dia dos Direitos Humanos da Área da Capital Nacional da Associação das Nações Unidas, onde se pronunciou o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos. O evento da filial da Unidos pelos Direitos Humanos, em Nashville, Tennessee, foi realizado em parceria com a Comissão dos Direitos Humanos do Tennesse, a Comissão de Relações Humanas, a Anistia Internacional e a Associação das Nações Unidas. A filial também recebeu declarações do prefeito de Nashville e do Governador do Tennessee.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos é a base sobre a qual as campanhas da Unidos pelos Direitos Humanos e da Jovens pelos Direitos Humanos são erguidas. Ela afirma os 30 direitos inalienáveis de todos os seres humanos — a maioria dos quais são conhecidos por muito poucas pessoas.

Na Cidade do México, a Jovens pelos Direitos Humanos México associou-se ao Sistema de Transporte Coletivo, que lançou 20 milhões de bilhetes de metrô comemorativos promovendo a Declaração Universal dos Direitos Humanos. No Equador, uma série de sessões de treinamento foi fornecida à Polícia Nacional.

Do outro lado do Atlântico, os eventos europeus incluíram um na Dinamarca com uma Caminhada pelos Direitos Humanos liderada por alunos e professores; uma petição da Jovens pelos Direitos Humanos Espanha e da Associação FOARE, uma organização sem fins lucrativos especializada em ajudar os refugiados a se estabelecerem e aprender seus direitos; e em Budapeste, Hungria, uma caminhada pelos direitos humanos com 1.600 pessoas. Na Itália, grupos realizaram eventos em Brescia, Florência, Cagliari, Novara e Verona. Milão teve sua própria caminhada pelos direitos humanos pela cidade e, em Turim, duas igrejas evangélicas africanas participaram.

Foi de fato uma celebração histórica do 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos com fanfarra em todo o mundo.



PROTEJA OS DIREITOS HUMANOS

Junte-se ao movimento dos direitos humanos internacionais se tornando um membro da Unidos pelos Direitos Humanos. A Unidos pelos Direitos Humanos ajuda pessoas, educadores, organizações e órgãos governamentais em todas as partes do mundo a se conscientizarem sobre a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

DOWNLOAD »
FAÇA DOWNLOAD